Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
View Gallery
10 Photos
Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono1

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono2

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono3

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono4

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono1

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono2

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono3

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono4

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono1

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience
Your ID Apparel em Studios Experience
sono2

Your ID Apparel em Studios Experience

Your ID Apparel em Studios Experience

Desde de sua inauguração a Your ID Studios  contribui com a cultura urbana nos pilares audio visuais, seja fornecendo curadoria em exposições no cenário da música onde trabalhamos apenas com vinil ou oferecendo experiências como workshops e instalações artísticas. Conectados com o que existe de mais “fresh” nesse cenário, a YID Studios oferece uma breve visão do futuro ao seu público antenado as novas tendências globais. Pensando em tudo o que já foi produzido por lá e pelo que é visto hoje criamos uma coleção chamada Studios Experience, e para encabeçar esse projeto e ativações que faremos ao longo do ano convidamos o @sonotws artista multidisciplinar e que faz parte e representa todos os pilares que acreditamos para Your ID Studios, confira abaixo uma entrevista que fizemos com o artista.

Entrevista com Marcelo aka Sono Tws:

Conte um pouco sobre você? 

Meu nome é Marcelo, tenho 33 anos. Sou designer formado mas não atuo mais na profissão. Sou natural de Jundiaí e há 8 meses voltei a morar em São Paulo. Coleciono fitas cassete de rap, discos de música jamaicana, faço graffiti há mais de 10 anos e sou aficionado pela cultura hip-hop.

Porque o o nome SONO? 

Tenho esse apelido desde os 10 anos de idade, morava num bairro que tinha uma pá de molecada que ficava na rua brincando, soltando pipa, esconde-esconde… Teve uma época em que eu chegava da escola e só dormia, a molecada ia me chamar na porta de casa, minha mãe avisava que eu estava dormindo, aí quando saía era aquela mula: “Olha o Soneca aí, olha o Sonolento, Sonolência… ai pegou, Sono!

Quando deu início na música? E qual o Beat que você produziu mais importante para você até o momento ? 

Comecei na música há um bom tempo atrás, quando fundei o blog de música jamaica chamado You&Me On A Jamboree, aonde disponibilizava junto com alguns amigos, vários discos de música jamaicana antiga, raros para download. Nessa onda entrei na cultura soundsystem onde participei por mais de uma década, e foi aí que comecei a trabalhar com música.

Minha história no hip-hop vem desde pequeno. Aqui em Jundiaí é a sede da rádio 105fm aonde tem um programa chamado Espaço Rap, e todos meus amigos de moleque escutávamos a rádio. Foi a minha introdução no rap. Desde sempre quis fazer beats mas não entrava na minha cabeça de nenhum jeito, alguns amigos já tinham me explicado, instalado alguns programas no computador mas simplesmente não entrava na cabeça. Com 28 anos comprei meu primeiro sampler e decidi que iria aprender a fazer a qualquer custo. Fazem 5 anos somente que faço beats e acredito que tenha muito o que aprender ainda. Acredito que o beat mais importante que fiz até hoje foi o meu primeiro, porque depois desse, até hoje, nunca mais parei.

Como funciona seu processo de criação ? 

Não tenho um processo claro, minha inspiração vem de escutar música. Coloco um vinil pra rolar e fico escutando, ou as vezes to na rua ouvindo um rap no fone de ouvido e já chego em casa com vontade de fazer música. O graffiti me inspira também, diversas vezes depois do rolê eu volto querendo fazer um som. Acredito que a inspiração está no flow do meu dia, no que eu escuto, por onde eu ando, com quem eu falo.

Quais os nomes da música te influenciaram ou te influenciam até hoje ?

Minhas maiores referências são os produtores: Kankick, Pete Rock, Dj Premier, 9th Wonder, Mf Doom, Alchemist e por ai vai. Gosto daquela pegada dos anos 90.

Quais foram os bens ou experiências mais legais que a música te trouxe?

Recentemente o mais legal que aconteceu foi a minha viagem ao Japão, que fui convidado para tocar em Tokyo, Kyoto e Osaka. Nunca imaginei que iria viajar para o outro lado do mundo para tocar alguns beats que fiz no meu quarto. Foi uma parada meio surreal e espero que aconteça mais vezes.

O que a música e a arte significam para você?

Acho que o ato de se expressar muito importante. Pra mim é como uma terapia, não tem regras, é algo livre que não tem certo ou errado. E o mais legal é que você consegue ver e ouvir sua evolução, não é algo que demora anos pra você sentir que melhorou… a cada beat, a cada throw up, você percebe sua evolução artística e como pessoa também.

Beat ou Bomb?
Fazer um bomb ouvindo um beat hahaha. Na real, eu gosto muito dos dois, não consigo separar.

A coleção completa estará disponível em nosso site e em nossas lojas de Pinheiros a partir do dia 17/01.

No Comments Yet

Comments are closed